CAOA CHERY COMEÇA A PRODUZIR TIGGO 3X NO BRASIL

A Caoa Chery vai rechear a sua linha no Brasil com… SUV, é claro. O fabricante acaba de revelar que começou a produção de um novo utilitário esportivo em Jacareí (SP). O modelo, que chegará em junho, é o Tiggo 3x, uma espécie de evolução do Tiggo 2.

Oficialmente, a Caoa Chery diz que o novo SUV será posicionado entre os Tiggo 2 e o 5x. Mas se sabe que o modelo estreante é baseado no Tiggo 3x Plus, que já existe lá fora. Esse crossover usa a plataforma do Tiggo 2 atual. Em mercados asiáticos, substituiu o modelo, mas por aqui os dois carros conviverão.

Se o veterano modelo mais parece um hatch bombado, o novo tenta passar uma imagem mais de SUV. A grade é mais larga e os faróis são afilados, há molduras escuras nos para-lamas, no para-choque e nos faróis de neblina, e ganha estribo estético e barras longitudinais no teto. Na traseira, escapamentos embutidos também são cenográficos.

Na cabine, muda bastante. No carro vendido nas Filipinas, painel com linhas mais limpas, volante com base reta e saídas de ar retangulares. A central multimídia tem tela maior e é levemente voltada para o motorista. O freio de estacionamento é eletrônico, mas os painéis das portas são do SUV “original”.

Vai custar quanto?

Como escrito, o novo SUV da Caoa Chery não aposenta o Tiggo 2. Para distanciar as linhas, uma das novidades do Tiggo 3x estará no motor. O modelo estreia o 1.0 com estimados 120 cv (etanol) – que trabalhará sempre com uma caixa automática CVT -, enquanto o crossover mais antigo mantém o 1.5 de 115/110 cv.

Porém, a gama Tiggo 2 ficará mais enxuta. O SUV deve perder a versão topo de linha ACT que hoje custa pouco mais de R$ 88 mil. Ficará com duas configurações, entre R$ 75 mil e R$ 82 mil. O Tiggo 3x, então, terá preços entre os R$ 88 mil e perto dos R$ 100 mil para brigar com modelos como Chevrolet Tracker, Nissan Kicks, Volkswagen Nivus, entre outros.

Você pode gostar...

Fale Conosco
Enviar