COVID-19: SECRETARIA DA SAÚDE ORIENTA POPULAÇÃO SOBRE A SEGUNDA DOSE DA VACINA

Com a proximidade da data da segunda dose da vacina contra a Covid-19, indicada na carteira de vacinação, tem aumentado nos canais de atendimento da Prefeitura a procura de pessoas com dúvidas sobre como proceder. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informa que não há motivos para preocupação, pois todos os que receberam a primeira dose já têm garantida a segunda.  A recomendação, porém, é para que a população não procure as unidades básicas de saúde (UBSs) neste momento, devido ao agravamento da pandemia. 

Em função da bandeira preta, devido ao aumento de casos e de internações por Covid-19, a vacinação de idosos prosseguirá por meio do sistema de drive-thru. A medida busca preservar essa população, já que os serviços de saúde registram alta procura de pacientes com problemas respiratórios graves e suspeita de Covid. Para os profissionais de saúde vacinados em mutirão realizado no Hospital Universitário, em fevereiro, uma nova ação será divulgada pela SMS nos próximos dias. 

No caso de idosos acamados, pessoas com deficiência institucionalizadas e idosos que vivem em instituições de longa permanência, que integram os primeiros grupos prioritários, as equipes da Vigilância em Saúde retornam dentro do período previsto para concluir a imunização. Não é preciso fazer novo cadastramento ou agendamento. Segue ainda no município a aplicação da primeira dose para acamados acima de 60 anos.

Novas doses

Com a chegada de uma nova remessa de vacinas ao Estado nesta quarta-feira (3), a Prefeitura de Canoas dará sequência à imunização dos canoenses. Ainda não há informação de quantitativo e previsão de data para envio das doses ao município, mas, assim que elas chegarem, a SMS anunciará as estratégias de vacinação e público-alvo. Segundo informações do governo do Estado, a destinação do novo lote será para a segunda dose das pessoas que já receberam a primeira da CoronaVac.

Intervalo entre as doses

No caso da CoronaVac, o intervalo entre a primeira e a segunda dose deve ocorrer entre duas e quatro semanas. Já para a Astrazeneca/Oxford, o prazo indicado é de 12 semanas. Se a pessoa não receber a segunda dose no período recomendado, é possível fazer a qualquer tempo para completar o esquema vacinal, sem risco de perda na resposta imunológica.

Cuidados de prevenção devem ser mantidos

A SMS alerta que, mesmo após a vacinação, é preciso manter os cuidados de prevenção.  Isso porque a pessoa ainda pode contrair o coronavírus, mesmo que a doença não se manifeste de forma grave. Além disso, o percentual de vacinados ainda é baixo em comparação ao número de habitantes. 

Com a campanha de vacinação contra a Covid-19 perto de completar 40 dias no município de Canoas, mais de 15 mil pessoas receberam até o momento a primeira dose. Outras 3.507 foram vacinadas com a segunda dose, que garante maior proteção contra a doença.

Você pode gostar...

Fale Conosco
Enviar