LOJAS RENNER DOA R$1,2 MI PARA CONSTRUÇÃO DA NOVA FÁBRICA DO BUTANTAN

A Lojas Renner, por meio de seu braço social, o Instituto Lojas Renner, fará uma doação de R$ 1,2 milhão para a construção da nova fábrica do Instituto Butantan. O novo espaço, que deverá estar apto para produção em escala industrial até o final de 2021, vai permitir que a produção de doses da vacina contra Coronavac seja ampliada para até 100 milhões de doses por ano.

Além disso, o espaço terá flexibiidade para fabricar linhas de diferentes vacinas, permitindo ao Instituto Butantan adaptar a produção de acordo com as necessidades futuras de imunização da população.

As obras da nova fábrica foram iniciadas em novembro de 2020, e conta com um espaço de 7 mil m² — quase quatro vezes maior do que a atual. Com a ampliação das instalações e a transferência de tecnologia, o Instituto Butantan terá autonomia produtiva da Coronavac, eliminando a necessidade de importação do Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima que dá origem ao imunizante.

A doação, que será repassada à organização social Comunitas, faz com que a varejista de moda se junte ao grupo das 40 empresas privadas que também estão contribuindo com a campanha de arrecadação. “Desde o ano passado, temos mobilizado uma grande rede de colaboração para multiplicar esforços e investimentos no enfrentamento da pandemia da covid-19. Queremos oferecer nosso apoio onde ele é mais necessário e, neste momento, entendemos que é na vacinação”, afirma o diretor executivo do Instituto Lojas Renner, Eduardo Ferlauto.

Outras empresas

Também nesta quinta-feira, 8, um grupo de empresas formado pela Vale, Petrobras, Klabin, Engie, Itaú Unibanco e Raízen anunciou uma doação de 3,4 milhões de medicamentos para intubação de pacientes ao Ministério da Saúde.

As empresas já deram início aos trâmites para acelerar a importação de sedativos da China, além de neuro bloqueadores musculares e analgésicos opióides, necessários para a intubação de pacientes. O grupo estima que o primeiro lote chegue na próxima semana. Os itens são certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e serão integralmente doados ao governo federal, que cuidará também da distribuição pelos estados.

Já a empresária Luiza Helena Trajano, presidente do Conselho da rede varejista Magazine Luiza e do Grupo Mulheres do Brasil, apresentou na tarde desta quinta-feira, 08, a iniciativa de vacinação “Unidos pela Vacina” a empresários de todo o país.

O Google.org, braço social do Google, também anunciou a doação de R$ 5,5 milhões para a instituição que luta contra a fome no Brasil, Gerando Falcões. O valor doado será usado diretamente na campanha “Corona no Paredão, Fome Não”. A ação cuida da doação de cestas básicas fornecidas digitalmente, por meio de cartões mensais de R$ 150 pelo período de cinco meses. Segundo a empresa, espera-se que a doação ajude mais de 35 mil pessoas — sete mil famílias — da região Norte e Nordeste do país.

Você pode gostar...

Fale Conosco
Enviar