PREFEITURA: OBRAS NO PARQUE DO GAÚCHO ATINGEM 60% DE CONCLUSÃO

Faltando menos de dois meses para a Semana Farroupilha, as obras de melhorias no Parque do Gaúcho atingiram 60% de execução. Na tarde desta terça-feira (20), o prefeito em exercício, Nedy de Vargas Marques, vistoriou o andamento dos trabalhos e debateu preparativos para as comemorações farroupilhas.

As obras têm como objetivo acabar com o barro e o acúmulo de água no parque. “Os canoenses vão gostar muito das melhorias que estamos fazendo aqui, principalmente nos eventos realizados durante o inverno. Pude constatar que as obras estão em estágio avançado e vão resolver os problemas de alagamentos e do excesso de barro durante os eventos e atividades tradicionalistas, em especial, durante a Semana Farroupilha. É um projeto muito importante do nosso governo, que vai qualificar a estrutura do parque e fomentar a cultura e a tradição gaúcha na nossa cidade.”, afirma o prefeito Nedy.

Segundo o secretário de Obras, Marco Antônio Oliveira, os trabalhos devem ser concluídos até 15 de agosto. “Seguindo no ritmo atual, vamos finalizar tudo antes do final de agosto, evitando os transtornos que aconteciam nos anos anteriores na Semana Farroupilha. É mais uma ação da Prefeitura para trazer mais qualidade de vida para os canoenses”, afirma.

O Parque do Gaúcho está localizado dentro do Parque Eduardo Gomes, no Bairro Fátima. Nele, existem, atualmente, 72 galpões de entidades tradicionalistas e da Prefeitura.

Mais de 100 árvores serão plantadas

Durante a visita, foi plantada uma figueira, árvore símbolo do estado, marcando o início de um plantio de mais de 100 árvores no parque, todas com uma média de três metros de altura e 10 anos de existência. “Vamos plantar árvores símbolos do Rio Grande do Sul, como figueira, butiá, umbu, ipê, bergamota e outras, combinando com a temática do Parque do Gaúcho”, afirma o secretário de Meio Ambiente, Paulo Ritter.

Com isso, o local será qualificado, criando mais espaços protegidos do sol para as pessoas. O plantio de árvores será retomado após a definição, por parte da Secretaria da Cultura, sobre os locais exatos de cada árvore no parque.

Escritório de Comunicação PMC

Você pode gostar...

Fale Conosco
Enviar