ZOOLÓGICO DE CANOAS DEVOLVE À NATUREZA 34 ANIMAIS SILVESTRES QUE FORAM RESGATADOS E RECUPERADOS PELOS TÉCNICOS

O Zoológico Municipal de Canoas – MiniZOO – devolveu à natureza, hoje, 34 animais silvestres. Eles chegaram até o Zoológico através da comunidade e de órgãos ambientais, passaram por avaliação dos técnicos, tratamento, e hoje estão reabilitados e aptos a viverem livres novamente.

“A equipe do Zoo está muito contente com essa ação, principalmente nessa época, em que as pessoas sentem na pele o que é ter que viver enclausurado. Recebemos 766 animais durante todo o ano de 2020. Essa é a soltura dos remanescentes do final do ano e início de 2021. Alguns tiveram um tratamento mais longo e uma recuperação mais lenta”, explica a bióloga Patrícia Valentim.

“Estamos muito gratos de poder fazer esse trabalho. Alguns desses animais eram órfãos e precisaram ser reabilitados para serem soltos. Outros vieram bem debilitados, como o falcão Quiri-quiri e o Teiú. Este estava com cola por todo o corpo, foi encontrado numa armadilha de rato e recebeu um tratamento específico para a retirada dessa cola. E deu tudo certo”, relata a veterinária Isadora Favreto.

A soltura ocorreu ao mesmo tempo, em quatro locais diferentes, onde vivem naturalmente as espécies. Quatro equipes partiram do MiniZoo rumo à Fazenda Guajuviras (Canoas), Cachoeirinha, Nova Santa Rita e São Leopoldo.

“Temos uma orientação do prefeito Jairo Jorge sobre o cuidado que devemos ter com a natureza e com os animais silvestres. Assim, estamos ampliando os espaços e qualificando o lugar do MiniZoo e a recuperação dos animais silvestres. E com isso, estamos consolidando essa política pública tão importante para Canoas, para os canoenses, e o Rio Grande do Sul”, explicou o secretário do Meio Ambiente, Paulo Ritter.

O Delegado Emerson Wendt, secretário de Segurança Pública de Canoas, também acompanhou a soltura na Fazenda Guajuviras. “Nosso objetivo aqui, é junto com a Secretaria do Meio Ambiente, estabelecer o bem-estar animal, de todos os animais colocados sob a guarda da Prefeitura de Canoas. Então estamos nos integrando nesse processo, colaborando com a Secretaria do Meio Ambiente”, destacou.

Foram devolvidos à natureza os seguintes animais:

02 Sanhaçus-cinzento (Tangara sayaca), que entraram no Zoo em 19/02/21 e 18/03/21. Ainda jovens, as aves caíram do ninho durante uma forte chuva. Já estão voando bem. Local: Canoas – Fazenda Guajuviras

02 Pombas-de-bando (Zenaida auriculata) entraram no Zoo em 20/01/21 e 24/02/21. Ambas foram encontradas em via pública sem conseguir voar. Atualmente estão voando bem. Local: Canoas – Fazenda Guajuviras

01 Cruzeira (Bothrops alternatus) entrada no zoo em 27/03/21. O animal foi encontrado embaixo da tampa de um bueiro, dentro da penitenciária do município de Canoas – bairro Guajuviras. Local de soltura: Canoas – Fazenda Guajuviras

01 Gavião Quiri-quiri (Falco sparverius), entrada no zoo dia 26/02/2021. A ave foi atacada por um cão no município de São Leopoldo, tendo lesões leves. Atualmente já está recuperado e apto para soltura. Local: São Leopoldo – Parque do Rio Velho

03 Gambás-de-orelha-branca (Didelphis albiventris). Os filhotes deram entrada no Zoo em 01/02/2021. A mãe foi atacada por cães no município de São Leopoldo. Atualmente já pesam, em média, 400g. Local: São Leopoldo – Parque do Rio Velho
05 tigres d’água-brasileiras (Trachemys dorbigni): Animais encontrados em via pública longe de cursos d’água. Local: São Leopoldo – Parque do Rio Velho

05 Gambás-de-orelha-branca (Didelphis albiventris), filhotes, que deram entrada no Mini ZOO dia 09/01/2021. A mãe foi atacada por cães. Atualmente, pesam cerca de 400g
06 tigres d’água-brasileiras (Trachemys dorbigni). Animais entregues no zoo, permaneceram em reabilitação e já estão aptos para soltura. Local: Cachoeirinha

01 Teiú (Salvator merinae). O animal foi encontrado em uma residência, grudado na cola de uma armadilha para rato. Deu entrada no Zoo em 23/02/21, onde passou por tratamento e se recuperou. Local: Nova Santa Rita

07 Tartarugas tigres d’água-brasileiras (Trachemys dorbigni). Entregues no Zoo para reabilitação. Local: Nova Santa Rita

01 Cágado-pescoço-de cobra (Hydromedusa tectifera). encontrado em uma obra, deu entrada no Zoo em 22/01/21, recebeu tratamento no Zoo e já está apto para soltura. Local: Nova Santa Rita

Você pode gostar...

Fale Conosco
Enviar